Empresas lusas de genéricos apostam em investigação.

Imagem da notícia: Empresas lusas de genéricos apostam em investigação.

As empresas portuguesas de genéricos lideram os investimentos em investigação, a avaliar pelos recursos humanos e montantes envolvidos com reflexo no crescente número de patentes solicitadas ao European Patent Office, avança o Diário Económico.

Paulo Lilaia, presidente da APOGEN, revela que “esta é uma vertente onde os portugueses se têm destacado pelo seu ‘know-how’ e que merece ser reconhecida a bem do próprio país”.

Os investimentos feitos pela indústria farmacêutica estão a contribuir para fábricas modernas e formar colaboradores qualificados, retendo talentos e desta forma gerando riqueza para o país, como salientaram os responsáveis ao Diário Económico.

22 Fevereiro 2012
Atualidade

`

Notícias relacionadas

SNS: telessaúde usada em 87% dos hospitais

Mais de 80% dos hospitais do SNS recorrem à telessaúde, sendo o telerrastreio e a teleconsulta os mais frequentes, mas os projetos de inteligência artificial ainda não chegaram a metade das instituições de saúde em Portugal.

Ler mais 17 Junho 2019
Atualidade

Cancro: centro de investigação europeu distingue estudo da FCTUC

Um estudo que, pela primeira vez, avaliou o impacto de fármacos anticancerígenos na água do interior das células foi distinguido com o Society Impact Award 2019, prémio atribuído pelo ISIS Neutron and Muon Source, laboratório que possui um dos mais potentes feixes de neutrões e muões do mundo, localizado no Reino Unido.

Ler mais 13 Junho 2019
Atualidade