Estudantes de Medicina oriundos de escolas privadas revelam pior desempenho

Imagem da notícia: Estudantes de Medicina oriundos de escolas privadas revelam pior desempenho

Um estudo da Universidade do Porto conclui que a classificação de entrada não permite prever o desempenho académico individual e que, em média, os estudantes provenientes de escolas privadas revelam pior desempenho do que os das escolas públicas.

De acordo com a agência Lusa, o percurso dos estudantes admitidos na Universidade do Porto em 2008/2009, pelo regime geral, avaliou 224 estudantes que perfazem o grupo dos 10 por cento melhores desempenhos ao fim de três anos e encontrou grandes diferenças entre escolas secundárias.

O mesmo tipo de análise foi repetido para os 394 estudantes admitidos nos cursos de Medicina do ICBAS e da FMUP, verificando-se que a diferença “Privado”/”Público” se acentua.

O estudo concluiu ainda que entrar num curso em segunda ou terceira opção piora o desempenho relativamente àqueles que o fazem em primeira opção.

5 Março 2012
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

Oftalmoscopia Indireta Binocular em destaque

No próximo dia 24 de novembro, pelas 21h00, os oftalmologistas Cláudia Bacalhau e David Martins vão abordar o tema “Oftalmoscopia indireta binocular na prática clínica diária”.

Ler mais 23 Novembro 2021
AtualidadeEventos e FormaçãoOftalmologia