Conselho Português do Cérebro ainda em fase de constituição

Imagem da notícia: Conselho Português do Cérebro ainda em fase de constituição

O Conselho Português para o Cérebro (CPC), que envolve várias sociedades científicas, tem enfrentado “algumas dificuldades” e ainda não está legalmente constituído, um ano após ter sido apresentado em Coimbra, avança a agência Lusa.

O projeto, que integra sociedades científicas nacionais empenhadas na investigação do cérebro e num melhor apoio aos doentes, está “ainda em fase de constituição”, revelou o docente universitário António Freire.

“Tem havido várias dificuldades”, designadamente “razões de natureza burocrática”, adiantou o mesmo professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, que dinamiza o processo e que era presidente da Sociedade Portuguesa de Neurologia, quando foram encetadas as diligências para a criação do CPC.

Ao admitir que “tem sido um processo complexo”, envolvendo seis entidades científicas diferentes na elaboração dos estatutos do Conselho Português para o Cérebro, com vista à sua aprovação por “uma assembleia geral com 2000 sócios” fundadores, António Freire previu que a escritura de constituição seja celebrada “dentro de poucos meses”, possivelmente ainda no primeiro semestre do ano.

O CPC integra a Sociedade Portuguesa de Neurologia, a Sociedade Portuguesa de Neurociências, a Sociedade Portuguesa de Psiquiatria, a Sociedade Portuguesa de Neuroradiologia, a Sociedade Portuguesa de Neurocirurgia e a Sociedade Portuguesa de Neuropediatria.

 

15 Março 2012
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas