Stress pode ter ligações ao cancro

Imagem da notícia: Stress pode ter ligações ao cancro

As pessoas mais ansiosas, agitadas ou naturalmente nervosas podem potenciar o aceleramento do cancro, segundo um estudo da Universidade de Stanford, dos Estados Unidos, publicado na revista Plos One.

Este estudo é, para os autores, o primeiro a encontrar uma ligação biológica entre um tipo de personalidade e uma maior vulnerabilidade ao cancro, avança o portal Net Farma.

A experiência, que pode dar um novo fôlego a esta investigação, usou ratos como cobaias. A equipa do especialista em stress e imunologista Firdaus Dhabhar realizou duas experiências para despistar os ratos mais nervosos e depois submeteram os animais a radiação ultravioleta, num ritmo de exposição semelhante ao das pessoas que passam demasiado tempo ao sol.

Os animais mais ansiosos tiveram mais lesões em todas as fases do desenvolvimento dos tumores e só estes tiveram metástases. “Apesar de termos esta hipótese antes de conduzir as experiências, foi surpreendente observar que uma característica psicológica pudesse ser associada com a progressão aumentada do tumor semanas e meses mais tarde”, disse Dhabhar.

Os ratos mais ansiosos tinham níveis mais elevados da hormona do stress corticosterona, semelhante ao que acontece com pessoas com ansiedade crónica ou stress continuado. Detetaram ainda níveis elevados de moléculas que favorecem o crescimento e disseminação de tumores.

3 Maio 2012
Atualidade

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Fundação Gulbenkian e CUF fazem parceria

A presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota, e o presidente da CUF, Salvador de Mello, firmaram recentemente um protocolo de colaboração através do qual pretendem aproveitar as sinergias existentes entre as áreas de atuação das duas instituições e promover o intercâmbio de conhecimentos, incentivar a cooperação e a investigação científica, estimular a formação de profissionais de saúde, apoiar iniciativas de elevado potencial e incentivar a publicação científica.

Ler mais 15 Outubro 2020
Atualidade