Apenas um terço dos profissionais usa tecnologias de comunicação para a saúde

Imagem da notícia: Apenas um terço dos profissionais usa tecnologias de comunicação para a saúde

De acordo com a Agência Lusa, Paulo Moreira coordenou uma investigação sobre e-Health (uso de tecnologias de comunicação e informação para a saúde) e concluiu que apenas um terço dos profissionais de saúde inquiridos usa estas plataformas.

O especialista em tecnologias de comunicação em saúde defendeu que mais de metade da despesa do Estado com o transporte de doentes seria evitável se os instrumentos informáticos fossem mais usados pelos profissionais do setor.

Para Paulo Moreira, da Escola Nacional de Saúde Pública e editor de uma revista internacional de saúde, uma maior utilização destas plataformas resultaria em poupanças de “muitos milhares de euros”.

O estudo, composto por 1.507 questionários a médicos, farmacêuticos e enfermeiros, revelou que “apenas metade dos inquiridos no estudo (50,7 por cento) conhece ou já ouviu falar no conceito de e-Health”.

23 Maio 2012
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Novo confinamento: oftalmologistas podem abrir portas

O Governo já anunciou as medidas do novo confinamento geral para um combate necessário ao avultado número de infetados com Covid-19. Na generalidade, voltam a ser aplicadas as regras do primeiro confinamento, mas com novas exceções. É o caso da oftalmologia.

Ler mais 14 Janeiro 2021
AtualidadeOftalmologia

Mais literacia em saúde com o projeto “A Saúde no Saber”

A Ciência Viva - Agência Nacional de Cultura Científica e Tecnológica, no âmbito do concurso “Comunicar Saúde”, que visa promover a literacia em saúde em Portugal, atribuiu 20 mil euros ao projeto “A Saúde no Saber”, do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) da Universidade de Coimbra (UC).

Ler mais 13 Janeiro 2021
Atualidade