Íris: a descodificação da informação

Imagem da notícia: Íris: a descodificação da informação

O grupo de académicos, da Universidade Autónoma de Madrid, revelou na Conferência de Black Hat que é possível reproduzir a íris do olho humano. O método para passar a perna a este sistema de identificação foi conseguido através da recriação da imagem de uma íris.

Durante a pesquisa usaram a imagem impressa da íris num sistema de reconhecimento dos mais utilizados e tiveram sucesso em 80 por cento das tentativas. Os investigadores usaram o código digital de íris reais recolhidas em bases de dados de segurança.

Estas conclusões deixaram a comunidade apreensiva, afinal é a primeira vez que alguém consegue a faceta de criar uma imagem da íris humana, realista o suficiente para ultrapassar este sistema de identificação biométrico, considerado, até agora, e depois de muitas tentativas, dos mais difíceis de ultrapassar.

1 Agosto 2012
Atualidade

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Fundação Gulbenkian e CUF fazem parceria

A presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota, e o presidente da CUF, Salvador de Mello, firmaram recentemente um protocolo de colaboração através do qual pretendem aproveitar as sinergias existentes entre as áreas de atuação das duas instituições e promover o intercâmbio de conhecimentos, incentivar a cooperação e a investigação científica, estimular a formação de profissionais de saúde, apoiar iniciativas de elevado potencial e incentivar a publicação científica.

Ler mais 15 Outubro 2020
Atualidade