O olhar não mente

Imagem da notícia: O olhar não mente

Pela primeira vez, cientistas da Universidade de Cornell, nos EUA, conseguem revelar a orientação sexual de pessoas através dos olhos.

Segundo o estudo, publicado no jornal científico PLoS ONE, foi usada uma lente especial de infravermelhos para medir as mudanças pupilares aos participantes, enquanto assistiam a vídeos eróticos.
As pupilas expandiram-se mais nos vídeos de pessoas que os participantes acharam atraentes, revelando se eram heterossexuais ou homossexuais.

“Com esta nova tecnologia, somos capazes de explorar a orientação sexual de pessoas que nunca iriam participar num estudo de excitação genital, como as pessoas de culturas tradicionais. Isto dá-nos uma melhor compreensão de como a sexualidade é expressa por todo o planeta”, afirma Gerulf Rieger, autor líder do estudo.

16 Agosto 2012
Atualidade

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Fundação Gulbenkian e CUF fazem parceria

A presidente da Fundação Calouste Gulbenkian, Isabel Mota, e o presidente da CUF, Salvador de Mello, firmaram recentemente um protocolo de colaboração através do qual pretendem aproveitar as sinergias existentes entre as áreas de atuação das duas instituições e promover o intercâmbio de conhecimentos, incentivar a cooperação e a investigação científica, estimular a formação de profissionais de saúde, apoiar iniciativas de elevado potencial e incentivar a publicação científica.

Ler mais 15 Outubro 2020
Atualidade