Escrever e desenhar com os olhos

Imagem da notícia: Escrever e desenhar com os olhos

Um investigador francês desenvolveu um sistema para escrever e desenhar num ecrã de computador utilizando apenas o movimento dos olhos, o que poderá permitir a deficientes profundos “recuperar a criatividade”.

De acordo com o jornal Público, Jean Lorenceau, do Centro de Investigação do Instituto do Cérebro e da Medula Óssea (ICME), em Paris, contou que trabalha com doentes com esclerose lateral amiotrófica que perderam a capacidade de usar os membros e a capacidade de deglutição.

Nestes casos, explicou o especialista em neurociências cognitivas, “a única coisa que mantêm é muitas vezes a mobilidade dos olhos”.

O sistema agora desenvolvido, que é apenas um protótipo ainda não comercializado, apresenta ao utilizador uma página em branco, na forma de um ecrã de computador, na qual a pessoa pode escrever com letra manuscrita, desenhar e assinar apenas com o movimento do olho.

Descrito na revista científica “Current Biology”, o sistema utiliza um dispositivo já conhecido que capta os movimentos dos olhos com uma câmara. Atualmente já existem dispositivos de escrita com os olhos que utilizam este aparelho, mas que só permitem selecionar letras ou palavras num ecrã.

17 Agosto 2012
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Marcelo Rebelo de Sousa nas comemorações da BIAL

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou esta terça-feira (25) o colaborador mais antigo da maior farmacêutica portuguesa. A distinção foi entregue no âmbito das comemorações dos 100 anos do laboratório, no dia em que se realiza a conferência BIAL 100 Years – Shaping the future, na Fundação Serralves (Porto).

Ler mais 25 Junho 2024
Atualidade

Consumo de drogas poderá causar deficiência visual

Gerardo Gleason, especialista mexicano em tecnologia para cirurgias oftalmológicas, alertou que “o consumo de substâncias psicoativas, naturais ou sintéticas, que atuam no sistema nervoso gerando alterações nas funções que regulam pensamentos, emoções e comportamento, aumentam as hipóteses de deficiência visual ou cegueira”, revela a Lusa.

Ler mais 21 Junho 2024
Atualidade