Dispositivo móvel deteta em menos de meia hora cancros com maior prevalência

Imagem da notícia: Dispositivo móvel deteta em menos de meia hora cancros com maior prevalência

A coordenadora do Biomark, do Instituto Superior de Engenharia do Porto, Goreti Sales, foi distinguida pelo European Research Council com um prémio de um milhão de euros para o projeto, em desenvolvimento, de biossensores, autónomos e portáteis, de diagnóstico precoce do cancro.

Trata-se de um dispositivo de baixo custo, de resposta rápida, menos de meia hora, e com uma intervenção não invasiva, já que para o teste basta um pouco de sangue, urina ou saliva, através dos quais o biossensor deteta a presença de biomoléculas.

O objetivo da investigação é “fazer o diagnóstico precoce dos cancros com maior prevalência na Europa (mama, colo do útero e colo-retal), e talvez a nível mundial, sem sair do consultório”, explicou a investigadora em comunicado.

 

3 Outubro 2012
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Consumo de drogas poderá causar deficiência visual

Gerardo Gleason, especialista mexicano em tecnologia para cirurgias oftalmológicas, alertou que “o consumo de substâncias psicoativas, naturais ou sintéticas, que atuam no sistema nervoso gerando alterações nas funções que regulam pensamentos, emoções e comportamento, aumentam as hipóteses de deficiência visual ou cegueira”, revela a Lusa.

Ler mais 21 Junho 2024
Atualidade

OftalPro completa 15 anos

A revista dirigida aos profissionais da oftalmologia alcança em 2024 o seu 15º aniversário. Nascida em 2009, a OftalPro publicou já 65 edições da sua revista, vincada pela aposta na publicação em papel, sem nunca descurar o contacto mais direto e imediato proporcionado pelas novas tecnologias que avançaram na sociedade desde a sua criação.

Ler mais 20 Junho 2024
Atualidade