Alta taxa de cancro dentro de 10 anos deverá ter resposta das farmacêuticas

Imagem da notícia: Alta taxa de cancro dentro de 10 anos deverá ter resposta das farmacêuticas

O investigador e diretor do Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto, Sobrinho Simões, alertou que “daqui a 10 anos um em cada dois portugueses” terá pelo menos um cancro.No entanto, mostra-se convicto de que “não vai faltar dinheiro para a investigação nesta área”, cita a revista “Visão”, a partir da Lusa.

“A indústria farmacêutica sabe também que isto é uma área extraordinária do ponto de vista económico, porque se metade da população tem cancro e se os tratamentos não são baratos isso é um estímulo para eles. Portanto, eu acredito que vai haver dinheiro. Estou com medo, mas acredito”, disse ainda no simpósio de lançamento da Associação Portuguesa de Investigação em Cancro, no final do mês passado, no Porto.

26 Novembro 2012
Atualidade

`

Notícias relacionadas

SPO propõe novo logótipo

A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) apresentou recentemente aos seus associados a proposta de uma nova marca, a ser votada no próximo Congresso Português de Oftalmologia, que decorre a 11 e 12 de dezembro em formato virtual.

Ler mais 3 Dezembro 2020
AtualidadeInstitucional

Novembro em números

Fique a conhecer as cinco notícias mais lidas no nosso site durante o mês de novembro de 2020, segundo dados do Google Analytics.

Ler mais 2 Dezembro 2020
Atualidade

Grande Prémio Ciência Viva distingue Alexandre Quintanilha

Alexandre Quintanilha foi distinguido com o Grande Prémio Ciência Viva, pela sua ação notável na promoção da cultura científica. Destaque ainda para o Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos, que inclui uma categoria para alunos cegos e amblíopes, galardoado com o Prémio Ciência Viva Educação.

Ler mais 24 Novembro 2020
Atualidade