A excelência científica em português

Imagem da notícia: A excelência científica em português

A bolsa para ‘Investigador Avançado do Conselho Europeu de Investigação’ (ERC, sigla em inglês) vai permitir a Rui L.Reis, diretor do Grupo de Investigação 3B’s (Biomateriais, Biodegradáveis e Biomiméticos) da Universidade do Minho, desenvolver, durante cinco anos, estruturas complexas de biomateriais e células estaminais, que podem dar origem a diferentes tipos de células, para serem aplicadas em medicina regenerativa.

Já no caso de Adélio Mendes, da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, vai servir para continuar a desenvolver células solares que funcionam com pigmentos. Apesar do conceito já existir há cerca de 20 anos, a equipa de Adélio Mendes conseguiu desenvolver várias tecnologias que permitirão construir células mais baratas com materiais mais abundantes.

As bolsas ‘Advanced Grants’ são individuais baseadas apenas na excelência científica, com uma avaliação que dá relevância a 50 por cento do currículo científico do investigador e os restantes 50 por cento centram-se na qualidade do projeto a executar.

7 Dezembro 2012
Atualidade

PUBLICIDADE
https://www.oftalpro.pt/wp-content/uploads/2022/11/BANNER-MIDO_OPTICA-E-OFTAL.gif
`

Notícias relacionadas

Oftalmologia marca presença na MIDO 2023

A conferência "Oftalmologia, óptica e optometria: as novas tecnologias e o futuro", será um dos motivos a ter em conta na edição deste ano da exposição internacional MIDO, que se realiza de 4 a 6 de fevereiro, em Milão, Itália.

Ler mais 23 Janeiro 2023
Atualidade

Qual o Futuro da Tecnologia nos Cuidados de Saúde?

A tecnologia e inovação estão de mãos dadas e vão acelerar durante o resto da década à medida que as empresas, os governos e os indivíduos se adaptarem às novas realidades, como a deslocalização, descarbonização, demografia e tensões geopolíticas.

Ler mais 20 Janeiro 2023
Atualidade