“Vamos ser astronautas” na ajuda a crianças com paralisia cerebral

Imagem da notícia: “Vamos ser astronautas” na ajuda a crianças com paralisia cerebral

Baseando-se em tecnologia da NASA, uma instituição algarvia está a desenvolver um “fato de astronauta” que visa ajudar as crianças com paralisia cerebral.

A iniciativa é da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral (APPC) de Faro e consiste na utilização de um fato originalmente usado por astronautas em voos espaciais e, posteriormente, utilizado na reabilitação de pessoas com paralisia cerebral.O fato ortopédico em causa foi desenvolvido por uma equipa de reabilitação do Brasil e batizado como “Pediasuit” e inspirou-se no impacto da ausência de gravidade nos astronautas ser semelhante às alterações neuromotoras nos pacientes com paralisia cerebral.

Em declarações à agência Lusa, uma das terapeutas da APPC de Faro, Cristina Sobral, disse que “o objetivo principal é criar uma unidade de suporte para alinhar o corpo o mais próximo possível do normal, restabelecendo o correto alinhamento postural”. A promotora do projeto, Graciete Campos, sublinha que a implementação desta iniciativa só vai ser possível graças a um prémio a que a instituição de candidatou, no valor de 50 mil euros, que foi atribuído por uma instituição bancária.

O valor em questão servirá para a formação dos técnicos da instituição e a aquisição de todo o material necessário à implementação do projeto.

14 Dezembro 2012
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Marca José de Mello Saúde dá lugar à marca CUF

A festejar 75 anos de vida, a José de Mello Saúde inicia um novo capítulo na sua história. A partir de agora, a empresa passa a designar-se CUF, tornando-se assim numa marca única para a atividade de prestação de cuidados de saúde.

Ler mais 13 Julho 2020
Atualidade