Médicos que têm pouco tempo, receitam muito e informam pouco

Imagem da notícia: Médicos que têm pouco tempo, receitam muito e informam pouco

Um estudo coordenado pela Escola Nacional de Saúde Pública, concluiu que existe “uma tendência para a prescrição de medicamentos em detrimento de uma orientação para comportamentos saudáveis e de mudança de estilo de vida”.

Um grupo de pensadores coordenado pela Escola Nacional de Saúde Publica, identificou uma tendência para a prescrição de medicamentos no Sistema Nacional de Saúde.

Os entendidos do projeto “Saúde que Conta” afirmam que, apesar dos esforços que se têm vindo a desenvolver, continua a existir “uma tendência para a prescrição de medicamentos em detrimento de uma orientação para comportamentos saudáveis e de mudança de estilo de vida”.

A esta tendência soma-se “o pouco tempo disponível para cada consulta, o que reduz o tempo para a interação entre os médicos e o doente e a possibilidade de partilha de opiniões”, numa conclusão do estudo.

13 Maio 2013
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Webinar: “Medicina orofacial e oftalmologia”

É já amanhã (15 de abril) que decorre o XI Webinar gratuito, de Medicina orofacial e oftalmologia, um evento que conta com o apoio da Associação Portuguesa de Medicina Dentária Hospitalar (APMDH) e do Núcleo de Formação e Investigação em Cirurgia, Implantologia e Reabilitação Oral.

Ler mais 14 Abril 2021
AtualidadeEventos e FormaçãoOftalmologia