Primeira córnea artificial implantada em Granada

Imagem da notícia: Primeira córnea artificial implantada em Granada

Foi em Espanha, Granada, que se implantou pela primeira vez uma córnea artificial.

O paciente, José Luis de 51 anos, sofria de fibrose corneana severa, que reduz gravemente as capacidades visuais ao ponto de só se conseguir distinguir luzes.

Os dois profissionais do Hospital San Cecilio e do Hospital Virgen de las Nieves, Miguel González Andrades e Santiago Medialdea, implantaram no doente uma córnea artificial, desenvolvida no departamento de Histologia da Universidade de Granada, que contém células humanas e biomaterial à base de nanotecnologia, que aliviou José Luis de dores e mau estar da fibrose corneana.

Terá de ser acompanhado durante dois anos, mas tudo indica que não vão surgir complicações, dado o sucesso da intervenção.

Este foi o primeiro de 20 pacientes com a mesma patologia, que estão à espera de ser operados.

A seguir a José Luis, mais quatro doentes receberão a córnea e, se tudo correr bem, os restantes também serão tratados.

No entanto, 10 vão servir como grupo de controlo, recebendo antes um transplante de membrana amniótica e tratamento convencional para as úlceras corneanas, típicas da fibrose.

25 Fevereiro 2014
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

“Em 2050, uma em cada duas pessoas vão sofrer de miopia”

O alerta é da OMS sublinhado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. No Dia Mundial da Visão a instituição chama atenção para a excessiva exposição de crianças a dispositivos eletrónicos. 80% de todas as causas de deficiência visual são evitáveis ou podem ser tratáveis mediante prevenção adequada.

Ler mais 14 Outubro 2021
AtualidadeOftalmologia