SPO alerta para a conjuntivite

Imagem da notícia: SPO alerta para a conjuntivite

A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) avisa os portugueses que o aumento de polinização, típico desta época, pode aumentar o risco de contrair conjuntivite alérgica.

Embora não seja uma doença propriamente grave, causa um grande mal estar no paciente como vermelhidão, ardor e coceira nos olhos.

Segundo Paulo Torres, presidente da SPO, esta variante “é uma doença inflamatória da superfície ocular externa”, que se manifesta também “através do prurido, fotofobia e lacrimejo”.

Este tipo de conjuntivite manifesta-se maioritariamente em ambos os olhos e, muitas vezes, está associada à rinite alérgica.

Em especial, a primavera é a altura do ano em que uma maior quantidade de pólen vagueia pelo ar, o que aumenta a quantidade de casos de alergia.

O outono também é particularmente despropositado, com a queda da folha e consequente espalhamento de poeiras.

No geral, é tratada com “anti-histamínicos de ação rápida e os inibidores da libertação de mediadores inflamatórios, que geralmente são eficazes no alívio quase imediato dos sintomas”, explicou o oftalmologista.

Acrescenta ainda que “os corticosteróides tópicos são usados nas formas mais graves da doença, mas a sua utilização deve ser ponderada e monitorizada sempre”, tendo em conta que “o diagnóstico, o tratamento inicial e o aconselhamento com explicação de possíveis sinais de alerta devem ser sempre efetuados por um oftalmologista”.

Alerta ainda que “deve-se sempre tentar prevenir o desencadear ou o agravamento da alergia ocular”, ao evitar a “exposição aos alergénios conhecidos”.

Para tal, é tentar “não andar ao ar livre nas primeiras horas da manhã, em dias ventosos, quentes e secos e em espaços relvados”, momentos e locais onde há maior polinização.

Óculos escuros com filtro UV são uma boa opção para ajudar a evitar conjuntivites.

Há ainda uma subvariante deste género, a conjuntivite alérgica perene, originada pelo contacto com ácaros ou pêlo de cão e gato, sendo “fundamental evitar a acumulação de pó” e manter um ambiente com clima equilibrado, pois o calor e a humidade são fatores chave para a proliferação de ácaros.

3 Abril 2014
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
`

Notícias relacionadas