Nova técnica inovadora em Espanha

Imagem da notícia: Nova técnica inovadora em Espanha

Realizou-se em Castela-Mancha um dos primeiros transplantes de epitélio pigmentar da retina do país.

A técnica envolve o uso de tecido do próprio paciente, aplicável a quem sofre de cegueira bilateral, nomeadamente degeneração macular. Foi no Hospital Universitário de Guadalajara que se realizou este procedimento, que tem vindo a ser desenvolvido em Itália e Bélgica.

Fernández de Arévalo, diretor do serviço de Oftalmologia deste centro médico, explicou que a degeneração da mácula “é geralmente abordada através de injeções intraoculares”. Nos casos em que “não se consegue evitar a deficiência visual, apesar do tratamento, excuta-se desde 2005 uma técnica conhecida como translocação, que consistem em desanexar a retina e movê-la de forma a deixar a área central de visão fora do local da lesão”.

Com esta nova técnica de transplante do epitélio pigmentar da retina, “em vez de mover-se toda a retina, pega-se num segmento saudável do epitélio a partir da periferia do olho e transplanta-se o mesmo diretamente na área danificada, com duas intervenções. Os resultados obtidos até agora mostram que 25 por cento das pessoas que se submeteram a esta técnica voltaram a ler e muitas recuperaram parte da visão”.

28 Abril 2014
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

“Em 2050, uma em cada duas pessoas vão sofrer de miopia”

O alerta é da OMS sublinhado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. No Dia Mundial da Visão a instituição chama atenção para a excessiva exposição de crianças a dispositivos eletrónicos. 80% de todas as causas de deficiência visual são evitáveis ou podem ser tratáveis mediante prevenção adequada.

Ler mais 14 Outubro 2021
AtualidadeOftalmologia