Exame deteta problemas de visão dos mais novos

Imagem da notícia: Exame deteta problemas de visão dos mais novos

Médicos do projeto Eyes on you realizam exames de rastreio aos olhos de bebés com mais de seis meses, um procedimento que pode ser determinante para o tratamento de problemas deste foro.

Algumas doenças, como o estrabismo, podem ser detetadas por um especialista desde tenra idade, algo crucial para que a visão dos mais novos não fique comprometida de forma irreversível. Nesta lógica, especialistas do Hospital Oftalmológico de Lisboa vão às creches e outros centros de infância para fazer exames de rastreio às crianças, nas áreas do segmento anterior, pálpebras, córnea, acuidade visual, entre outras.

A iniciativa, denominada Eyes on you, é pioneira em Portugal, principalmente porque em muitas situações estes exames só ocorrem quando as crianças têm seis anos de idade.

Pedro Camacho, fundador do projeto, disse, em declarações à RTP, que diariamente contactam com algumas crianças com problemas que “podiam e deveriam ter sido detetados precocemente”. Comparado com o seguimento que é feito às crianças nacionalmente, para o rastreio de outras doenças mais gerais, o especialista aponta que na “saúde visual há uma grande lacuna”.

No Eyes on You, em cerca de um ano, já foram analisadas mais de 200 crianças, onde 35 por cento acusou problemas de visão. Cada exame custa 20 euros, valor que pode salvar a visão do seu bebé.

6 Maio 2014
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Novo confinamento: oftalmologistas podem abrir portas

O Governo já anunciou as medidas do novo confinamento geral para um combate necessário ao avultado número de infetados com Covid-19. Na generalidade, voltam a ser aplicadas as regras do primeiro confinamento, mas com novas exceções. É o caso da oftalmologia.

Ler mais 14 Janeiro 2021
AtualidadeOftalmologia

Mais literacia em saúde com o projeto “A Saúde no Saber”

A Ciência Viva - Agência Nacional de Cultura Científica e Tecnológica, no âmbito do concurso “Comunicar Saúde”, que visa promover a literacia em saúde em Portugal, atribuiu 20 mil euros ao projeto “A Saúde no Saber”, do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) da Universidade de Coimbra (UC).

Ler mais 13 Janeiro 2021
Atualidade