Bayer adere à transparência de dados clínicos

Imagem da notícia: Bayer adere à transparência de dados clínicos

A farmacêutica Bayer Healthcare anunciou, via comunicado, que vai partilhar os dados dos seus ensaios clínicos no ‘site’ ClinicalStudyDataRequest.

É neste domínio ‘online’ que outras empresas idênticas já partilham os seus resultados como a Boehringer Ingelheim, GSK, Novartis, Roche, Sanofi and ViiV Healthcare. A iniciativa da marca vai de encontro ao plano da Agência Europeia do Medicamento, de aumentar a transparência no acesso dos dados de ensaios clínicos.

A Bayer dá, assim, azo aos seus princípios como membro das associações setoriais farmacêuticas European Federation of Pharmaceutical Industries and Associations e a Pharmaceutical Research and Manufacturers of America.

Qualquer investigador qualificado pode requisitar estes resultados anonimizados de medicamentos e indicações da Bayer, com aprovação de agências de regulação da União Europeia ou Estados Unidos da América desde 1 de janeiro deste ano, mediante concessão de um painel científico independente.

Embora a Bayer não tenha poder de decisão nas tomadas de iniciativa deste painel, assegura que a privacidade dos doentes é salvaguardada, de acordo com as leis e regulamentos aplicáveis.

“O nosso compromisso para a transparência dos ensaios clínicos reflete a nossa vontade de promover a pesquisa científica e, dessa forma, a saúde pública”, explicou Joerg Moeller, da comissão executiva da marca e responsável pelo Global Development. “Ao integrarmos a plataforma eletrónica e permitirmos o acesso a dados anonimizados, desagregados ao nível do doente, protocolos e relatórios de estudos clínicos, estamos a dar mais um passo no sentido de aumentar a transparência, ao mesmo tempo que salvaguardamos a privacidade dos doentes”, concluiu.

28 Maio 2014
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

“Em 2050, uma em cada duas pessoas vão sofrer de miopia”

O alerta é da OMS sublinhado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. No Dia Mundial da Visão a instituição chama atenção para a excessiva exposição de crianças a dispositivos eletrónicos. 80% de todas as causas de deficiência visual são evitáveis ou podem ser tratáveis mediante prevenção adequada.

Ler mais 14 Outubro 2021
AtualidadeOftalmologia