Associação francesa distingue investigação portuguesa

Imagem da notícia: Associação francesa distingue investigação portuguesa

Clévio Nóbrega, investigador do Centro de Neurociências e Biologia Celular da Universidade de Coimbra, foi premiado pela Associação Francesa contra Miopatias.

Em causa está a investigação continuada sobre a doença de Machado-Joseph. Para além de hereditária, esta patologia não tem cura. Provoca problemas à base da atrofia muscular e rigidez dos membros, como também dificuldades na deglutição, fala e visão.

A Associação Francesa contra Miopatias financiará Clévio Nóbrega com 80 mil euros para estudar, num período de dois anos, a relevância da proteína ‘ataxina-2′ nesta doença neurodegenerativa, que se suspeita que possa alterar a progressão da doença e, assim, constituir um tratamento.

16 Fevereiro 2015
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas