Hoya “investe” na DMDI

Imagem da notícia: Hoya “investe” na DMDI

O grupo Hoya investiu na Salutaris Medical Devices (SalutarisMD) e utilizará os fundos para reforçar a sua estratégia de crescimento com o desenvolvimento de um dispositivo médico desenhado para o tratamento, minimamente invasivo, da degeneração macular associada à idade (DMDI), de tipo húmido. A degeneração macular de tipo húmido é uma das principais causas de diminuição da visão e cegueira, que afeta sobretudo pessoas adultas.

“O nosso investimento na SalutarisMD mantém o compromisso da Hoya em estabelecer relações sólidas com diferentes empresas dedicadas a desenvolver a seguinte geração de produtos para os cuidados médicos, especialmente na área de tecnologias terapêuticas minimamente invasivas”, comentou Augustine Yee, diretor executivo, diretor legal e diretor de Desenvolvimento e Serviços Corporativos da Hoya Corporation.

“A tecnologia da SalutarisMD tem potencial significativo na gestão da Degeneração Macular húmida (DMAE húmida). Estamos satisfeitos por construir esta relação estratégica com uma empresa inovadora na nossa área de negócio de LifeCare, em contínuo crescimento”. O dispositivo da SalutarisMD está desenhado para conseguir atuar especificamente sobre as zonas lesionadas. O procedimento realiza-se utilizando o instrumento portátil sob a supervisão e cuidado direto do especialista em retina, e irradiando de forma específica nos diferentes tecidos, em função das necessidades de cada paciente.

O dispositivo da SalutarisMD está desenhado como um procedimento prático com base na clínica. “Os tratamentos atuais para a DMA húmida são caros, trabalhosos e há uma grande necessidade insatisfeita de terapias mais efetivas. Esta relação com a Hoya vai ajudar-nos sem dúvida nos nossos esforços de comercialização”, disse Marsteller, CEO da SalutarisMD.

18 Junho 2015
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Marcelo Rebelo de Sousa nas comemorações da BIAL

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou esta terça-feira (25) o colaborador mais antigo da maior farmacêutica portuguesa. A distinção foi entregue no âmbito das comemorações dos 100 anos do laboratório, no dia em que se realiza a conferência BIAL 100 Years – Shaping the future, na Fundação Serralves (Porto).

Ler mais 25 Junho 2024
Atualidade

Consumo de drogas poderá causar deficiência visual

Gerardo Gleason, especialista mexicano em tecnologia para cirurgias oftalmológicas, alertou que “o consumo de substâncias psicoativas, naturais ou sintéticas, que atuam no sistema nervoso gerando alterações nas funções que regulam pensamentos, emoções e comportamento, aumentam as hipóteses de deficiência visual ou cegueira”, revela a Lusa.

Ler mais 21 Junho 2024
Atualidade