Algas podem ajudar a “curar” a cegueira

Imagem da notícia: Algas podem ajudar a “curar” a cegueira

Uma empresa estadunidense está a protagonizar uma investigação inovadora para tratar a cegueira.

A Chlamydomonas reinhardtii é uma planta simples, que vive ora na água ou na terra. Os cientistas estimam que ao transplantar a proteína channelrhodopsin-2, utilizada pela alga na procura por luz solar, na retina humana é possível restituir a visão.

A FDA, instituição que aprova fármacos e semelhantes nos EUA, já deu “luz verde” para a RetroSense, empresa que está a protagonizar a investigação, pudesse testar a ideia em testes clínicos.

A channelrhodopsin-2 já tem vindo a ser usada há alguns anos em processos na optogenética em células do cérebro, nos quais os neurónios reagem à luz.

Foi esta a razão pela qual os cientistas ponderam a sua utilização em células do olho humano, pelo que resultados devem estar para surgir.

21 Setembro 2015
Atualidade

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Telemedicina continua a “criar ondas” na oftalmologia

A pandemia de Covid-19 está a transformar a forma como a medicina é praticada em todo o mundo. Novas alternativas para o modus operandi da prestação de cuidados de saúde tradicionais têm sido escolhidas durante estes tempos incertos.

Ler mais 22 Setembro 2020
AtualidadeOftalmologia

Covid-19: oftalmologistas precisam de vigiar manifestações oculares

No final de março, foi publicado na JAMA Ophthalmology o primeiro relatório sobre 12 casos de conjuntivite em 38 pacientes hospitalizados com Covid-19 na província de Hubei, na China. Essas descobertas foram cruciais para espalhar o alarme sobre uma possível infeção por SARS-CoV-2 através do olho e a necessidade de proteger os profissionais de saúde visual.

Ler mais 16 Setembro 2020
AtualidadeOftalmologia