“Femtofaco Summit” contou com experiência internacional

Imagem da notícia: “Femtofaco Summit” contou com experiência internacional

Javier Mendicute, chefe do serviço do Hospital Universitário de Donostia em S. Sebastian, Espanha, foi o convidado internacional da reunião aberta “Femtofaco Summit”.

Tem um conhecimento alargado sobre o femto laser, pois pratica cirurgias mediante este instrumento há já vários anos. “Os novos trajetos da cirurgia do laser de femtosegundo na catarata passam pela necessidade de preservar o endotélio na estrutura corneal, como também manobrar os casos de pupila estreita durante esta técnica”, disse-nos.

Pela sua maior intimidade com este laser, considera que, embora esta tecnologia tenha chegado há cinco anos e esteja em fase de desenvolvimento, “é usada com alguma frequência, com níveis de crescimento superiores a tecnologias anteriores, estendendo-se aos EUA e Europa de forma manifesta. Está em desenvolvimento, sim, mas vamos ter muitos avanços nos próximos anos que nos vão permitir operar com mais segurança casos que hoje supõe grande precisão na cirurgia da catarata”.

Considera que a maior vantagem é a reprodutibilidade “independentemente do risco do fator humano. Outras cirurgias requerem muitos passos cirúrgicos, que dependem de um cirurgião fantástico, e o laser de femtosegundo permite reproduzir situação atrás de situação, caso após caso, de forma segura e eficaz. Minimiza o risco associado ao fator humano”.

Diz ainda que, embora haja um ceticismo “quanto ao preço e logística, é seguro afirmar que quando o laser de femtosegundo se popularizar que vai baixar de preço e será usado pela totalidade dos oftalmologistas”. É uma tecnologia que, além de espelhar o presente da oftalmologia, permite vislumbrar o futuro desta especialidade.

Saiba mais na OftalPro 30!

1 Outubro 2015
Eventos e Formação

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`