Óculos inovadores usados em cirurgia

Imagem da notícia: Óculos inovadores usados em cirurgia

No ano passado, uma bebé de quatro meses foi operada com o auxílio de óculos de realidade virtual, feitos à base de cartão.

A criança, Teegan Lexcen, nasceu com apenas um pulmão e metade do coração, pelo que os médicos estimavam que não sobrevivesse muito tempo. Redomond Burke, cirurgião cardiovascular do Minesota, onde a família reside, afirmou na altura que a pequena Teegan era inoperável.

A solução estava em Miami. Médicos do Nicklaus Children’s Hospital, realizaram digitalizações ao coração e pulmão do bebé e armazenaram as imagens num smartphone. Com esta tecnologia semelhante, realizaram monitorizações ao corpo da menina com recurso à realidade virtual dos óculos Google Cardboard, como ressonâncias. Com as novas imagens, puderam realizar a cirurgia ao coração devida, que demorou sete horas, com sucesso.

1 Fevereiro 2016
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Indo integra grupo Rodenstock para “acelerar o seu crescimento”

Após vários anos de “crescimento sustentado e incremento de quota de mercado”, a Indo irá integrar-se no grupo Rodenstock para “impulsionar” o seu negócio. Estima-se que a transação fique completa no terceiro trimestre de 2022 e está sujeita à aprovação das habituais autoridades de concorrência.

Ler mais 20 Maio 2022
AtualidadeInstitucionalOftalmologia

APOR promove Petição Pública em defesa dos Ortoptistas

Num documento dirigido ao Presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, a petição defende, entre outros pontos, “o direito a exercer a profissão sem penalização” e “o direito de escolha e acesso do cidadão beneficiário da ADSE a cuidados de saúde na área da visão prestados por Ortoptistas”.

Ler mais 17 Maio 2022
AtualidadeÓtica

Catarata: cirurgia pode diminuir risco de demência

De acordo com um estudo realizado nos EUA, e publicado no jornal científico JAMA Internal Medicine, da Associação Médica Americana, “indivíduos idosos com catarata que foram submetidos à cirurgia tiveram um risco menor de desenvolver demência”.

Ler mais 16 Maio 2022
AtualidadeOftalmologia