Governo quer oftalmologistas nos centros de saúde

Imagem da notícia: Governo quer oftalmologistas nos centros de saúde

O Ministério da Saúde pretende integrar médicos oftalmologistas nas unidades de saúde familiares e nos centros de saúde.

Esta é uma das muitas ideias que podem vir a tornar-se realidade em breve se as propostas para reformar o Serviço Nacional de Saúde (SNS) – que foram apresentadas a 16 de dezembro em Lisboa – tiverem condições para se concretizar no curto prazo, como pretende o Governo.

De acordo com o jornal Público, o objectivo é modernizar o SNS e direcioná-lo para as pessoas, explicou o secretário de Estado Fernando Araújo, numa conferência de imprensa que serviu para elencar as linhas prioritárias da reforma e apresentar os especialistas convidados para a coordenar.

Algumas das propostas até já são realidade em alguns locais e unidades de saúde. Um exemplo: ter equipas fixas nos serviços de urgência/emergência (profissionais de saúde dedicados em vez do atual sistema em que todos os médicos fazem rotativamente urgências) já é a regra em vários hospitais que pagam mais aos clínicos que asseguram este serviço tão exigente.

Nos centros de saúde também estão previstas várias melhorias: a ideia é equipá-los com meios auxiliares de diagnóstico e terapêutica (análises clínicas) e arrancar com projetos-piloto para, por exemplo, introduzir consultas de oftalmologia, de medicina dentária, de psicologia, de nutrição ou de fisioterapia.

Esta proposta, tal como as outras, ainda vai ter que ser trabalhada e testada no terreno.

16 Fevereiro 2016
Atualidade

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Essilor Portugal com distinção Selo COVID OUT

A Essilor Portugal foi distinguida com a atribuição do Selo COVID OUT atribuído pela entidade certificadora ISQ - Instituto de Soldadura e Qualidade, após auditar as respetivas instalações e medidas de segurança presentes.

Ler mais 23 Outubro 2020
AtualidadeLentes e equipamentos