“As famílias têm um papel imprescindível”

Imagem da notícia: “As famílias têm um papel imprescindível”

Falámos com alguns médicos oftalmologistas sobre a forma de comunicar más notícias. Hoje temos a opinião de David Martins.

“As famílias têm um papel imprescindível e insubstituível no tratamento dos nossos doentes. Por exemplo, após uma cirurgia oftalmológica, seja ela qual for, há um seguimento em consultas, há múltiplos tratamentos a cumprir, nomeadamente colírios diários, por vezes durante semanas. Como pode uma pessoa idosa, por exemplo, aplicá-los? Sem ajuda!! Ou ajuda esporádica!! Dos vizinhos bondosos, que ainda há!!… Às vezes fico estupefacto por tratar doentes que vivem sós, com 80 e mais anos, e me dizem que se tratam sozinhos. É um “milagre”! E alguns até têm família. Mas, felizmente, a maior parte das famílias é um fator positivo e facilitador. Há sempre um elemento que acompanha e cuida, sendo da nossa responsabilidade, enquanto médicos do/dos doentes, sensibilizar a família e até responsabilizá-la. Por fim, e para completar a resposta, devo também dizer por amor à verdade que há casos, não muitos felizmente, em que o melhor seria não ter a família por perto, pois pode até prejudicar a recuperação e tratamento do nosso doente”.

Entrevista completa numa das próximas edições da OftalPro.

25 Julho 2016
Entrevistas

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas