Oftalmologia: “Esperar mil dias por uma consulta é tempo excessivo”

Imagem da notícia: Oftalmologia: “Esperar mil dias por uma consulta é tempo excessivo”

Segundo o jornal Público, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, admitiu recentemente que esperar cerca de mil dias por uma consulta é “tempo excessivo”, depois de uma visita ao Hospital de Santo André, do Centro Hospitalar de Leiria (CHL).

À margem da visita, o secretário de Estado mostrou-se descontente com os indicadores do portal do Serviço Nacional de Saúde, denunciados pelo Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e que referem que os utentes dos hospitais públicos chegam a esperar mais de dois anos por uma primeira consulta prioritária de oftalmologia.

“É, seguramente, tempo excessivo. Temos de combater isso. Não podemos ficar descansados nem satisfeitos com esses resultados. Significa que estão pessoas à espera mais daquilo do que deviam. Temos é também de ter a força e determinação para encontrar boas soluções”, salientou Fernando Araújo.

Saiba mais aqui.

6 Fevereiro 2018
Oftalmologia

PUBLICIDADE
Mido 2019
`

Notícias relacionadas

Falcão Reis: “Defender e valorizar a SPO e a profissão”

Fernando Falcão Reis, professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e diretor do Serviço de Oftalmologia do Centro Hospitalar de São João, foi eleito para presidir à direção da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) para o biénio de 2019-2020.

Ler mais 21 Janeiro 2019
Oftalmologia

“Queremos ser parceiros dos oftalmologistas”

Com a fusão entre os grupos Palex e Taper em agosto de 2017, a Lusopalex, empresa do Grupo Palex em Portugal, assumiu uma estratégia consolidada no mercado nacional, com a incorporação de novas áreas, nomeadamente a oftalmologia. Para o diretor-geral da empresa, José Marcelino Marques, o objetivo agora é assegurar a sustentabilidade da operação.

Ler mais 18 Janeiro 2019
EntrevistasOftalmologia