Imprimir córneas em 3D demora 10 minutos

Imagem da notícia: Imprimir córneas em 3D demora 10 minutos

Segundo a fonte TecMundo, um grupo de investigadores britânicos está a desenvolver um projeto que pode, num futuro não muito distante, diminuir significativamente as filas para transplante de córnea.

Através de um método de bioimpressão, os cientistas do Instituto de Medicina Genética da Universidade de Newcastle, na Inglaterra, conseguiram criar uma “biotinta” que, usada numa impressora 3D, reproduz com facilidade, em apenas 10 minutos, a forma de uma córnea humana.

A investigação, liderada pelo professor Che Connon, especialista em engenharia de tecidos humanos, combinou células-mãe de uma córnea saudável a colágeno e alginato para reproduzir a córnea humana da maneira mais fiel possível.

Segundo o professor, o resultado foi um “gel que mantém as células-mãe vivas e que, ao mesmo tempo, tem a textura ideal, sendo suficientemente rígida para manter o formato desejado e flexível para que passe perfeitamente pelo processo de impressão 3D”.

A córnea artificial desenvolvida ainda precisa de passar por uma série de testes antes de ser fabricada em escala, no entanto já representa um passo à frente no uso da tecnologia de impressão 3D em prol do avanço da medicina.

5 Junho 2018
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

“Em 2050, uma em cada duas pessoas vão sofrer de miopia”

O alerta é da OMS sublinhado pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. No Dia Mundial da Visão a instituição chama atenção para a excessiva exposição de crianças a dispositivos eletrónicos. 80% de todas as causas de deficiência visual são evitáveis ou podem ser tratáveis mediante prevenção adequada.

Ler mais 14 Outubro 2021
AtualidadeOftalmologia