A cada dia ficam 638 consultas por fazer em Portugal

Imagem da notícia: A cada dia ficam 638 consultas por fazer em Portugal

Face a 2016, o tempo médio de espera por uma consulta de oftalmologia aumentou em 9 dias. Os cidadãos têm que aguardar, em média, 180 dias por consulta, mas há hospitais onde a espera é superior a dois anos.

No ano passado ficaram por fazer 233.228 consultas de oftalmologia em Portugal, mais 29% do que no ano anterior. Aproximadamente, equivalem a 638 consultas por dia.

Estes são dados providenciados pelos autores da Estratégia Nacional para a Saúde da Visão, um documento que traça o panorama atual das insuficiências da rede pública e define as linhas mestras do novo caminho a seguir até 2025.

Apresentada nesta terça-feira em Lisboa, a estratégia assenta na criação de pontos de realização de primeiras consultas ao nível dos cuidados de saúde primários (antigos centros de saúde), para libertar os hospitais, que estão assoberbados pela crescente procura, e no alargamento e uniformização dos rastreios de saúde visual infantil e da retinopatia diabética.

Face a esta pressão acrescida, os recursos humanos são insuficientes. Portugal até tem muitos oftalmologistas (são mais de mil os inscritos na Ordem dos Médicos), mas apenas 44% trabalham no SNS.

A base desta estratégia assenta nos cuidados de saúde primários. E aqui deve-se partir dos pontos de rastreio oftalmológico (para a ambliopia nas crianças e para a retinopatia diabética) e dos pontos de avaliação básica para primeiras consultas. Isto implicará equipar cada agrupamento de centros de saúde (ACeS) com um gabinete de consulta, o que permitirá aliviar os hospitais de um grande volume de atendimentos para cuidados indiferenciados e possibilitará uma resposta mais célere e eficiente.

27 Junho 2018
Oftalmologia

`

Notícias relacionadas

The Lancet publica artigo de portugueses sobre ptose e diplopia

A "The Lancet" publicou recentemente um caso clínico realizado por dois médicos do Serviço de Neurologia do Centro Hospitalar Universitário São João (CHUSJ) sobre uma técnica usada numa urgência por queda da pálpebra (ptose) e visão dupla (diplopia).

Ler mais 19 Novembro 2020
Oftalmologia

Eduardo Silva é candidato à presidência da SPO

O médico oftalmologista Eduardo Silva é candidato à presidência da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO). “Servir SPO” é o lema da sua campanha, que se desenvolve em torno de cinco eixos fundamentais: educação, renovação, inovação, desafios e solidariedade.

Ler mais 13 Novembro 2020
Oftalmologia