Jogar Tetris pode curar “olho preguiçoso”

Imagem da notícia: Jogar Tetris pode curar “olho preguiçoso”

Popular em todo o mundo, o Tetris teve a sua primeira versão lançada em 1984 por três engenheiros informáticos da antiga União Soviética. Quase 30 anos depois, foi estudado por médicos do Canadá que dizem que o videojogo pode ajudar a tratar casos de ambliopia, nome científico para o que normalmente chamamos de “olho preguiçoso”.

De forma geral, classificamos a ambliopia como a diminuição da acuidade visual num ou em ambos os olhos sem que tenha sido verificada alguma anomalia no olho em si. A correção é possível, no entanto leva tempo já que é necessário que o cérebro se adapte à nova forma de processar as imagens. E é precisamente aqui que o jogo Tetris entra.

Devido à vertente lúdica, procura-se aplicar o uso deste jogo em crianças. O motivo por detrás da escolha do Tetris prende-se essencialmente com o facto de os jogadores serem obrigados a focar a sua visão para perceber exatamente qual é a peça que vem a seguir e ajustá-la para que fique na posição certa.

Saiba mais no Blog Salgado-Borges.

23 Julho 2018
Oftalmologia

PUBLICIDADE
Mido 2020
`

Notícias relacionadas

Maria João Quadrado nomeada sub-diretora da FMUC

A médica oftalmologista Maria João Quadrado é a nova sub-diretora da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) para a área de Relações Institucionais, Parcerias e Internacionalização.

Ler mais 17 Setembro 2019
Oftalmologia