Jogar Tetris pode curar “olho preguiçoso”

Imagem da notícia: Jogar Tetris pode curar “olho preguiçoso”

Popular em todo o mundo, o Tetris teve a sua primeira versão lançada em 1984 por três engenheiros informáticos da antiga União Soviética. Quase 30 anos depois, foi estudado por médicos do Canadá que dizem que o videojogo pode ajudar a tratar casos de ambliopia, nome científico para o que normalmente chamamos de “olho preguiçoso”.

De forma geral, classificamos a ambliopia como a diminuição da acuidade visual num ou em ambos os olhos sem que tenha sido verificada alguma anomalia no olho em si. A correção é possível, no entanto leva tempo já que é necessário que o cérebro se adapte à nova forma de processar as imagens. E é precisamente aqui que o jogo Tetris entra.

Devido à vertente lúdica, procura-se aplicar o uso deste jogo em crianças. O motivo por detrás da escolha do Tetris prende-se essencialmente com o facto de os jogadores serem obrigados a focar a sua visão para perceber exatamente qual é a peça que vem a seguir e ajustá-la para que fique na posição certa.

Saiba mais no Blog Salgado-Borges.

23 Julho 2018
Oftalmologia

`

Notícias relacionadas

UOC reforça corpo clínico e responde à crise pandémica

A UOC - Unidade de Oftalmologia de Coimbra reforçou o corpo clínico e implementou um protocolo próprio de resposta à crise pandémica, complementando assim as normas da DGS, no sentido de assegurar os melhores níveis de prevenção, qualidade de serviço, segurança e confiança para os seus doentes.

Ler mais 6 Julho 2020
Oftalmologia

Impressão 3D é “trunfo” contra a pandemia de Covid-19

Rapidez, baixo custo e personalização – são estas as palavras-chave que caracterizam o fabrico aditivo, também conhecido por impressão 3D. A tecnologia já era uma mais-valia para a indústria, ao acelerar o desenvolvimento de produtos reduzindo o time-to-market, e revela-se agora um importante trunfo no combate à Covid-19.

Ler mais 3 Julho 2020
Oftalmologia