Os números portugueses da deficiência visual

Imagem da notícia: Os números portugueses da deficiência visual

Mais de 2 milhões de portugueses sofrem de algum tipo de deficiência visual e dois terços dos casos de perda de visão poderiam ser evitados se fossem diagnosticados a tempo.

Segundo um estudo realizado por investigadores da Universidade Nova de Lisboa, estima-se que entre os adultos com mais de 50 anos, cerca de 42 mil sofram de cegueira e mais de 260 mil sofram de perda da visão moderada e grave na população.

Relativamente à produtividade, os investigadores notam que “as perdas associadas à cegueira variam entre 74 e 185 milhões de euros. Por sua vez, a redução de produtividade associada à perda moderada e grave da visão varia entre 130 e os 555 milhões de euros”.

O estudo revela ainda que pelo menos 50% da perda de visão é evitável e que o acesso a uma consulta de oftalmologia no SNS pode rondar os seis meses.

“Em Portugal, muitas pessoas mais velhas vivem com perda de visão evitável, causadas por erro de refração e catarata. Ambas as condições podiam ser diagnosticadas atempadamente por um simples exame ocular. No entanto, no nosso país, ainda não existem cuidados de saúde primários, ao nível do SNS, acessíveis a toda a população”, refere Raúl Sousa, presidente da Associação de Profissionais Licenciados de Optometria.

17 Setembro 2018
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

Oftalmoscopia Indireta Binocular em destaque

No próximo dia 24 de novembro, pelas 21h00, os oftalmologistas Cláudia Bacalhau e David Martins vão abordar o tema “Oftalmoscopia indireta binocular na prática clínica diária”.

Ler mais 23 Novembro 2021
AtualidadeEventos e FormaçãoOftalmologia