Portugueses desejam ter um papel mais ativo na saúde

Imagem da notícia: Portugueses desejam ter um papel mais ativo na saúde

A maioria dos portugueses, cerca de 51%, defende que a sociedade deve ter um papel mais ativo no que diz respeito à saúde, revelam os dados de um inquérito à população nacional, realizado no âmbito do projeto 3F – Financiamento, Fórmula para o Futuro, iniciativa da Associação Portuguesa de Administradores Hospitalares.

Uma certeza que vai ao encontro de uma das recomendações deste projeto, a de promoção do papel dos cidadãos no sistema de saúde. Para os peritos nacionais, que se reuniram ao longo do ano para debater a melhor forma de resolver os desafios inerentes ao financiamento do SNS, “o cidadão é o elemento central da prestação de cuidados” e, como tal, “é importante a sua envolvência na definição da política de saúde”, através da criação de mecanismos que contemplem a sua participação na decisão.

Estes e outros dados, assim como as recomendações feitas, vão ser apresentados e debatidos no próximo dia 10 de outubro, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, num evento que conta com a participação de Adalberto Campos Fernandes, Ministro da Saúde.

9 Outubro 2018
Atualidade

`

Notícias relacionadas