“Os optometristas devem ser regulados, mas não podem aspirar a ser médicos”

Imagem da notícia: “Os optometristas devem ser regulados, mas não podem aspirar a ser médicos”

Augusto Magalhães e Manuel Monteiro Grillo prestaram-nos os seus depoimentos acerca das últimas pressões mediáticas que se têm disputado entre os optometristas e os médicos oftalmologistas. Estes dois médicos oftalmologistas defendem que “os optometristas devem ser regulados, mas não podem aspirar a ser médicos e muito menos médicos especialistas”.

OftalPro: Será esta uma “batalha” desnecessária entre os médicos oftalmologistas e os optometristas? 

Não há uma batalha. Os oftalmologistas defendem a qualidade e a responsabilidade. Em Portugal existem 2,13 oftalmologistas por 20.000 habitantes e o rácio recomendado internacionalmente é de 1 por 20.000. Faltam oftalmologistas apenas no SNS porque as políticas dos últimos governos têm empurrado os médicos para fora do sistema. Há que reformular políticas de forma a melhorar a motivação dos médicos para integrarem as carreiras públicas. Entendemos que os optometristas devem ser regulados, mas não podem aspirar a ser médicos e muito menos médicos especialistas.

OF: Quem poderia legislar uma cooperação entre estes profissionais?

A legislação é da responsabilidade da tutela. Em todo o caso, devem ser ouvidos os representantes de todos os grupos profissionais habilitados a exercer atos médicos e atos de saúde na área dos cuidados de saúde visuais. Assim, devem ser ouvidos a Ordem dos Médicos, nomeadamente através do Colégio de Especialidade, a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia e a Associação de Ortoptistas de Portugal.

Entrevista completa na OftalPro 43.

23 Janeiro 2019
Oftalmologia

`

Notícias relacionadas

UOC realiza intervenção inovadora em doentes com cataratas

Uma equipa de cirurgiões da UOC – Unidade de Oftalmologia de Coimbra tem alcançado resultados muito promissores com a aplicação de uma nova lente intraocular para a correção da presbiopia em doentes com cataratas ou com cristalino transparente, desde que reúnam as condições técnicas necessárias.

Ler mais 29 Julho 2020
Oftalmologia

Intervenção da OM trava fecho da urgência noturna de oftalmologia em Lisboa

A Ordem dos Médicos (OM) e o Colégio de Oftalmologia da Ordem dos Médicos denunciaram publicamente que a região de Lisboa iria ficar sem urgência noturna de oftalmologia no período entre as 20h e as 8h, que funcionava até agora no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN) e/ou no Centro Hospitalar Universitário Lisboa Central (CHULC).

Ler mais 27 Julho 2020
AtualidadeOftalmologia