Nobel da Medicina: como as células se adaptam a diferenças de oxigénio

Imagem da notícia: Nobel da Medicina: como as células se adaptam a diferenças de oxigénio

O prémio Nobel da Medicina foi atribuído a três cientistas pelas suas descobertas relativas à forma como as células se adaptam às diferenças de oxigénio. O galardão foi atribuído aos cientistas norte-americanos William Kaelin e Gregg Semenza e ao britânico Peter Ratcliffe, que dividirão igualmente o prémio de nove milhões de coroas suecas (832.523 euros).

Segundo o Jornal Médico, o Comité do Nobel explicou que os três cientistas conseguiram com os seus trabalhos “identificar a maquinaria molecular que regula a atividade dos genes na resposta às variações de oxigénio. A importância fundamental do oxigénio é conhecida há séculos, mas o processo de adaptação das células às variações dos níveis de oxigénio era um mistério”, acrescentou.

O trabalho destes investigadores estabeleceu a base para entender como os níveis de oxigénio afetam o metabolismo celular e a função fisiológica, o que “abre caminho para o desenvolvimento de novas estratégias para combater a anemia, o cancro e muitas outras doenças”, prossegue a explicação da do Instituto Karolinska.

Saiba mais aqui.

9 Outubro 2019
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Pedro Menéres apresenta candidatura à SPO

Com a experiência de dois mandatos na direção da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) (biénio 2015/2016 e 2021/2022), e exercício anterior como membro do Board de duas sociedades internacionais (ESA e ESCRS), Pedro Menéres apresenta agora a sua candidatura à presidência da SPO para o biénio que se inicia em janeiro de 2025.

Ler mais 16 Julho 2024
Atualidade

AbbVie apoia SEMEAR e doa 100 cabazes à Academia Johnson

A AbbVie realizou, em junho, mais um "Week of Possibilities", o seu programa global de responsabilidade social que consiste em contribuir para as comunidades locais através do voluntariado. Nesta edição, a biofarmacêutica colaborou com o projeto SEMEAR para a doação de 100 cabazes à Academia Johnson.

Ler mais 15 Julho 2024
Atualidade