130 anos de história do IOGP

Imagem da notícia: 130 anos de história do IOGP

Em jeito de balanço do primeiro ano em funções do Conselho Diretivo do Instituto de Oftalmologia Gama Pinto (IOGP), formado por Erica Cardoso (presidente do Conselho Diretivo), Sandra Barrão (diretora clínica), Odete Afonso (enfermeira diretora) e Emílio Fernandes (vogal executivo), fomos descobrir o que mudou e quais as metas traçadas pela atual administração para o resto do mandato.

OftalPro: Que balanço fazem de um ano do conselho de administração?

Erica Cardoso: O balanço é muito positivo. Esta instituição hospitalar é muito particular, tem o peso da história de 130 anos de existência, na qual o pendor formativo que iniciou a sua atividade em 1889 se mantém muito presente – pertenceu durante quase 100 anos ao Ministério da Educação por alguma razão. Temos feito um trabalho que nem sempre corre à velocidade que queremos, mas que é benéfico para a população que servimos. Nesta área específica que tem tanta dificuldade de atendimento, conseguimos reduzir as listas de espera nas consultas externas – cerca de 8.500 doentes para 3.500 no fim de 2018. Continuamos essa redução, montámos alguns projetos cá dentro, nomeadamente a descentralização das consultas de oftalmologia nos centros de saúde, começámos recentemente já em Sintra. Temos projetos na área da investigação clínica, projetos na área da reorganização das dinâmicas internas, que vamos tornar mais eficientes. E temos tido para isso o apoio constante da ARS do Vale do Tejo e da própria tutela do Ministério da Saúde, beneficiando quem servimos, que são os utentes.

Entrevista completa na próxima edição.

27 Novembro 2019
Entrevistas

PUBLICIDADE
Mido 2020
`

Notícias relacionadas