Covid-19: Considerações chave para profissionais adaptadores de lentes de contacto

Imagem da notícia: Covid-19: Considerações chave para profissionais adaptadores de lentes de contacto

Os autores deste artigo – Lyndon Jones, Karen Walsh, Mark Willcox, Philip Morgan e Jason Nichols – afirmam que são veiculados rumores e informações erradas sobre os riscos de contrair Covid-19 através da utilização de lentes de contacto e de óculos. Está na hora dos factos. Foi recentemente publicada uma análise abrangente de situações relevantes no Journal of the British Contact Lens Association (BCLA), a publicação Contact Lens and Anterior Eye (CLAE).

Reconhecendo a necessidade de partilhar a avaliação com o maior público possível, o documento completo está disponível para ler e descarregar gratuitamente aqui. As editoras da CLAE também concederam permissão para adaptar e resumir o documento diretamente num módulo de aprendizagem à distância, cuja publicação quase simultânea está a ser suportada pela Optician (Reino Unido) e pela Contact Lens Spectrum (EUA). Reconhecemos o apoio das respetivas editoras pela sua vontade para tornar esta revisão disponível de forma rápida, e a sua flexibilidade na partilha deste conteúdo.

Introdução

Estamos na presença de um novo coronavírus (CoV), a estirpe Síndrome Respiratória Aguda Grave por Coronavírus-2 (SARS-CoV-2), que origina a doença por coronavírus-2019 (Covid-19). A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a rápida disseminação de casos de Covid-19 como uma pandemia em 11 de março de 2020.

A resposta global à Covid-19 resultou em alterações substanciais às práticas comerciais e sociais em todo o mundo. Com preocupações existentes em torno da pandemia, muitos relatórios relacionados com a melhor forma de limitar a probabilidade de infeção foram partilhados através de vários meios de comunicação e nas redes sociais, com quantidades significativas de desinformação e especulação a serem relatadas.

Entre estes, circularam rumores recentes de que a utilização das lentes de contacto não é segura, que os utilizadores de lentes de contacto correm um risco mais elevado de desenvolver Covid-19, que certos materiais das lentes de contacto são mais “arriscados” que outros e que os utilizadores de lentes de contacto devem reverter imediatamente para a utilização de óculos para sua proteção.

Quão verdadeiras são estas afirmações, e serão suportadas por evidências? E acima de tudo, estarão os utilizadores de lentes de contacto em maior risco de contrair Covid-19? Além disso, quais são as implicações de uma possível redução na disponibilidade de cuidados oftalmológicos locais para utilizadores de lentes de contacto durante esta pandemia?

Saiba tudo na próxima edição da OftalPro.

11 Maio 2020
Oftalmologia

`

Notícias relacionadas

Máscaras de Angelina Meireles são “solidárias”

A Mundo A Sorrir avançou com a venda de máscaras reutilizáveis feitas em capulana (tecido tradicionalmente utilizado em África), cuja receita reverte na totalidade para o projeto “Saúde A Sorrir na Guiné-Bissau”, desenvolvido desde 2005. A criadora destas máscaras é a médica oftalmologista Angelina Meireles.

Ler mais 25 Maio 2020
AtualidadeOftalmologia

Textura da retina pode alertar para doença de Alzheimer

Engenheiros biomédicos da Duke University desenvolveram um novo dispositivo de imagem capaz de medir a espessura e a textura das várias camadas da retina na parte posterior do olho. O avanço pode ser usado para detetar um biomarcador da doença de Alzheimer, oferecendo potencialmente um sistema de alerta precoce para a doença.

Ler mais 20 Maio 2020
AtualidadeOftalmologia