Investigador húngaro ganha prémio por terapia que pode curar cegueira

Imagem da notícia: Investigador húngaro ganha prémio por terapia que pode curar cegueira

O médico e cientista Botond Roska ganhou o Prémio Körber para a Ciência Europeia 2020 em Hamburgo, Alemanha, devido à sua investigação inovadora: um tratamento baseado em genes para restaurar a visão.

O investigador húngaro, que trabalha em Basileia, Suíça, descobriu uma terapia baseada em genes que reprograma as células do olho humano, para que possam realizar o trabalho dos recetores sensíveis à luz necessários à visão. Espera-se que este procedimento reative as retinas em pessoas invisuais.

Botond Roska afirma que, por enquanto, o processo cria um nível de visão semelhante ao de ver televisão a preto e branco. Este tratamento baseado em genes para restaurar a visão já entrou na fase de testes clínicos em voluntários cegos.

Saiba mais aqui.

14 Setembro 2020
AtualidadeOftalmologia

`

Notícias relacionadas

FMUC lança projeto de literacia em saúde

“As vacinas e nós” é o tema de um projeto de literacia em saúde promovido pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), com a colaboração do Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra (UC).

Ler mais 8 Agosto 2022
AtualidadeCuriosidade

Curso de Anatomia e Cirurgia de Órbita decorre em setembro

No próximo dia 23 de setembro realiza-se o curso pós-graduado de Anatomia e Cirurgia de Órbita – Hands-on Cadaver Dissection, na Nova Medical School - Faculdade de Ciências Médicas, em Lisboa. Este curso será organizado numa parceria entre a Unidade de Órbita do Hospital CUF Descobertas e o Departamento de Anatomia da Faculdade de Ciências Médicas da Nova Medical School/Faculty of Medical Sciences.

Ler mais 3 Agosto 2022
AtualidadeEventos e FormaçãoOftalmologia