Saúde visual dos portugueses foi agravada com a pandemia

Imagem da notícia: Saúde visual dos portugueses foi agravada com a pandemia

Quase metade da população portuguesa diz sentir pioras na sua visão ao perto no último ano, período que engloba os meses de pandemia e de confinamento, durante o qual o recurso ao teletrabalho foi generalizado assim como o uso intensivo de dispositivos digitais, fatores que aumentam o risco de deterioração da saúde visual.

O inquérito “Ver(-Se) bem” – conduzido pela Direção de Saúde Visual da Essilor Portugal entre setembro e novembro de 2020, envolvendo 833 voluntários que responderam a um questionário sobre a sua saúde visual – incide em diferentes campos, dos impactos do confinamento e da pandemia, à miopia e ao conhecimento sobre os sintomas e correção da presbiopia, ou “vista cansada”.

O médico oftalmologista José Salgado-Borges colaborou na concetualização, implementação e análise crítica dos dados recolhidos.

Saiba mais na próxima edição da OftalPro.

27 Janeiro 2021
Oftalmologia

`

Notícias relacionadas

Tiago Monteiro conclui doutoramento na UMinho

O médico oftalmologista Tiago Monteiro concluiu com sucesso as provas de doutoramento em Medicina na Universidade do Minho (UMinho). A sua tese foi subordinada ao tema "Implantação de anel intraestromal para o tratamento do Queratocone: técnica manual versus técnica assistida por laser Femtosegundo".

Ler mais 3 Março 2021
Oftalmologia

Joaquim Murta coordena projeto nacional CAT.PT

O Health Cluster Portugal (HCP), em colaboração com 12 hospitais nacionais, analisou os resultados de diferentes centros oftalmológicos, validando eficiências e racionalização de custos sem perda de qualidade na cirurgia da catarata. O projeto CAT.PT foi liderado pelo médico oftalmologista Joaquim Murta.

Ler mais 2 Março 2021
Oftalmologia