Saúde visual dos portugueses foi agravada com a pandemia

Imagem da notícia: Saúde visual dos portugueses foi agravada com a pandemia

Quase metade da população portuguesa diz sentir pioras na sua visão ao perto no último ano, período que engloba os meses de pandemia e de confinamento, durante o qual o recurso ao teletrabalho foi generalizado assim como o uso intensivo de dispositivos digitais, fatores que aumentam o risco de deterioração da saúde visual.

O inquérito “Ver(-Se) bem” – conduzido pela Direção de Saúde Visual da Essilor Portugal entre setembro e novembro de 2020, envolvendo 833 voluntários que responderam a um questionário sobre a sua saúde visual – incide em diferentes campos, dos impactos do confinamento e da pandemia, à miopia e ao conhecimento sobre os sintomas e correção da presbiopia, ou “vista cansada”.

O médico oftalmologista José Salgado-Borges colaborou na concetualização, implementação e análise crítica dos dados recolhidos.

Saiba mais na próxima edição da OftalPro.

27 Janeiro 2021
Oftalmologia

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Andreia Rosa candidata ao Board do ESCRS

A atual coordenadora do Grupo Português de Cirurgia Implanto-refractiva é uma das candidatas à direção do European Society of Cataract and Refractive Surgeons. As eleições para o Board do ESCRS estão abertas para membros desta sociedade até 30 de agosto.

Ler mais 3 Agosto 2021
AtualidadeOftalmologia

Paulo Barbeiro mostra as vantagens do sistema OphthalSuite

O diretor da Blueworks - Medical Expert Diagnosis, explica num artigo de opinião, como funciona o software desenvolvido pela Blueworks, uma tecnologia essencial para “a mudança de paradigma” no setor da oftalmologia.

Ler mais 2 Agosto 2021
Lentes e equipamentosOftalmologiaOpiniãoRevista

Rastreio da ambliopia realizado uma vez aos 3-4 anos é altamente efetivo

Os dados foram revelados num estudo recentemente publicado na revista BMJ Open Ophalmology, que contou com a participação a nível nacional de Sandra Guimarães, coordenadora do Serviço de Oftalmologia do Hospital Escola da Universidade Fernando Pessoa. O estudo pode ser lido na revista OftalPro 53.

Ler mais 30 Julho 2021
OftalmologiaRevista