Fernando Faria Correia vence Prémio Waring Memorial 2020

Imagem da notícia: Fernando Faria Correia vence Prémio Waring Memorial 2020

O oftalmologista português alcança a distinção que reconhece um membro da International Society of Refractive Surgery (ISRS) no início de carreira que tenha demonstrado compromisso com a instituição e com a prática da cirurgia refrativa.

Em nota online, a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) “congratula-se pelo prémio desta sociedade, afiliada da Academia Americana de Oftalmologia, ter sido atribuído ao Prof. Doutor Fernando Faria-Correia. Os Oftalmologistas portugueses com reconhecimento internacional constituem um orgulho para a Oftalmologia nacional”, lê-se na curta publicação.

Oftalmologista, Fernando Faria Correia recebeu o seu diploma médico da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, Portugal, em 2007, seguido de uma formação em residência oftalmológica no Centro Hospitalar São João, Porto, Portugal.

Em 2012, completou uma bolsa de Cirurgia da Córnea e Refrativa liderada pelo Dr. Renato Ambrósio Jr. no Instituto de Olhos Renato Ambrósio e VisareRio (Rio de Janeiro, Brasil). Em 2013, o médico Fernando Faria Correia completou outra bolsa, em Catarata e Cirurgia Refrativa, liderada pelo Dr. George O. Waring IV, na Universidade Médica da Carolina do Sul, Storm Eye Institute (Charleston, SC, EUA).

O cirurgião juntou-se ao Departamento de Catarata, Córnea e Cirurgia Refrativa do Hospital de Braga (Braga, Portugal) e Instituto CUF Porto (Porto, Portugal) em 2014. Desde 2015, é também professor assistente de oftalmologia na Escola de Medicina da Universidade do Minho (Braga, Portugal).

Para além de ter uma prática clínica intensa, o médico é ativo na investigação clínica e integra as actividades do Grupo de Estudos de Tomografia Corneal e Biomecânica do Rio de Janeiro. Publicou mais de 100 trabalhos científicos, incluindo publicações revistas por pares, capítulos de livros, e resumos em reuniões da sociedade científica.

Em 2017, Fernando Faria Correia defendeu a sua tese de doutoramento em medicina intitulada “Densitometria de lentes baseadas em Scheimpflug para avaliação pré-operatória de cataratas nucleares relacionadas com a idade”.

Ao prémio agora atribuído pela ISRS soma-se ainda o título de Fellow do European Board of Ophthalmology – Diploma de Especialista em Cataratas e Cirurgia Refrativa (FEBOS-CR) em 2018. Durante 2019, concluiu o curso de Médico CEO na Kellogg School of Management na Northwestern University (Evanston, IL, EUA).

4 Maio 2021
AtualidadeOftalmologia

PUBLICIDADE
|MIDO 2022
`

Notícias relacionadas