Serviço de Oftalmologia do CHUC torna-se pioneiro ao realizar 1ºtratamento com ‘luxturna’

Imagem da notícia: Serviço de Oftalmologia do CHUC torna-se pioneiro ao realizar 1ºtratamento com ‘luxturna’

O Serviço de Oftalmologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), liderado pelo professor Joaquim Murta, tornou-se pioneiro em Portugal ao realizar o primeiro tratamento com ‘luxturna’, a primeira terapia génica aprovada para uso em oftalmologia, segundo avança o CHUC.

De acordo com o que foi publicado no Facebook do CHUC, “este novo tratamento está indicado para doentes com distrofias hereditárias da retina associadas ao gene RPE65. O procedimento envolve uma cirurgia intraocular que culmina com a injeção subretiniana de luxturna”.

“Este novo tratamento, que podemos considerar como um marco na medicina moderna, vai permitir melhorar a função visual destes doentes, como reportado nos ensaios clínicos que levaram à aprovação do fármaco ‘luxturna’ (“voretigene neparvovec”), onde são assinaladas melhorias significativas na sensibilidade à luz, campo visual e capacidade de deambulação em ambientes de baixa luminosidade”, afirma Joaquim Murta, citado na nota enviada à agência Lusa.

O CHUC está classificado como Centro de Referência Internacional para o Diagnóstico e Tratamento de Distrofias Hereditárias da Retina, com uma equipa de especialistas coordenada por João Pedro Marques.

“Durante a última década, assistimos a uma aceleração sem precedentes na descoberta de novos genes e mecanismos patogénicos subjacentes às distrofias hereditárias da retina, abrindo caminho para uma nova era de terapia génica”, refere João Pedro Marques, recordando que, em 2017, o “voretigene neparvovec” foi aprovado pela Food and Drug Administration (FDA), nos Estados Unidos da América, para tratar distrofias da retina associadas ao gene RPE65.

O medicamento foi aprovado pela Agência Europeia do Medicamento (EMA), em 2018, “abrindo portas ao tratamento de doentes no velho continente”.

“Desde a sua comercialização, foram já tratados mais de 200 doentes em todo o mundo. Portugal usou hoje ‘luxturna’ pela primeira vez, o que muito nos regozija, já que os doentes passam a ter a possibilidade de tratamento no nosso país, o que antes não era possível. Representa, pois, enormes ganhos em saúde tanto para o utente como para o Serviço Nacional de Saúde”, destaca João Pedro Marques no comunicado.

Na opinião do médico, o CHUC “reúne condições de excelência que fizeram com que se tornasse o único centro de tratamento de ‘luxturna’ em Portugal”.

A equipa cirúrgica, constituída pelos doutores João Figueira e Mário Alfaiate, realizou na passada sexta-feira, 21 de maio o procedimento no olho direito de uma jovem adolescente de 16 anos, e fará a intervenção no segundo olho no final deste mês.

26 Maio 2021
AtualidadeOftalmologia

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Leadership Online Series aponta a 3.ª sessão

A terceira sessão do evento acontece na próxima sexta-feira, 18 de junho e vai contar com a participação de Michael Brennan, Tamara Fountain, José Beniz, Maria Frazão e Wanjiku Mathenge.

Ler mais 16 Junho 2021
AtualidadeEventos e FormaçãoOftalmologia