Com a pandemia aumentaram as queixas oculares do uso de lentes de contacto

Imagem da notícia: Com a pandemia aumentaram as queixas oculares do uso de lentes de contacto

Artigo de opinião da autoria de Rui Avelino Resende, médico oftalmologista.

Desde que surgiu a pandemia de Covid-19 muitas pessoas reduziram a utilização de lentes de contacto pelo maior risco das infeções oculares, mas em boa verdade muitas delas voltaram a usar e muitas outras continuaram a usá-las.

Não existem informações científicas relevantes sobre pessoas que foram infetadas pelo vírus por meio de lentes de contacto, mas algumas preocupações têm vindo a ser observadas. De facto, um utilizador de lentes de contacto é potencialmente mais suscetível à infeção por Covid-19 por variadas razões (porque o vírus pode ser transmitido pelas mãos, pela tosse/espirro de uma pessoa infetada e porque a conjuntiva é uma porta de entrada do vírus).

Com a pandemia, devido ao uso constante da máscara, uma boa parte das pessoas queixa-se de irritação ou inflamação dos olhos. Nos portadores de lentes de contacto essas queixas oculares têm vindo a aumentar, fazendo muitas vezes com que desistam de as usar.

Mas por outro lado, também devido ao uso de máscara, as lentes dos óculos ficam embaciadas e então muitas pessoas optam por usar lentes de contacto e de forma abusiva.

Quais os principais riscos do uso das lentes de contacto?

Os utilizadores de lentes de contacto devem ter cuidados acrescidos e privilegiar o uso de óculos na maior parte do tempo. Para além do desconforto, o aumento do fluxo do ar faz com que os olhos fiquem mais secos, irritados e inflamados (sobretudo em pessoas que já têm este tipo de antecedentes) e obviamente o risco de infeção aumenta.

Olho vermelho persistente, comichão, sensação de picada ou corpo estranho, lacrimejo e ardor ocular são sinais e sintomas nos quais devemos sobretudo estar atentos.

Não é novidade para ninguém que o olho é uma das partes mais frágeis do corpo humano. O cuidado e a sua proteção devem ser constantes, ainda mais para quem usa lentes de contacto. Sabendo ou não, o seu uso inadequado pode resultar em algumas doenças oculares, podendo levar em casos mais extremos à perda da visão (úlceras de córnea).

Hábitos errados e proibidos

Lentes fora do prazo de validade ou com uma higienização deficitária ou pouco cuidadosa podem resultar em algumas alterações inesperadas, sobretudo a nível da superfície ocular. Isso pode ser extremamente perigoso para a saúde ocular.

Uma das situações, que ocorre ainda com alguma frequência é dormir com elas. Embora existam lentes para isso, devemos ao máximo desaconselhar e evitar que isso aconteça.

Quais os cuidados a tomar?

Antes de colocar e retirar as lentes, lavar bem as mãos e em seguida, ao retirá-las, higienizar as lentes com a solução específica recomendada pelo médico. A solução multiuso é a única que não causa o acúmulo de bactérias e micro-organismos.

Não usar, em nenhuma circunstância, água ou qualquer outro líquido (incluindo saliva) para limpar ou armazenar as lentes de contacto.

Para quem usa maquilhagem, deverá colocar as lentes antes de colocar ou retirar a maquilhagem. É sempre bom ter em mente que não é recomendado partilhar produtos como o rímel, o lápis para olhos, entre outros, pois podem aumentar ainda mais o risco de transmitir uma conjuntivite.

Confira estes e outros temas na Revista OftalPro 56.

2 Maio 2022
OftalmologiaOpinião

PUBLICIDADE
Milano Eyewear Show4 - 6 FEBRUARY | 2023
`

Notícias relacionadas

Estudo mostra avanços na forma como a diabetes causa perda de visão

Os investigadores da Queen's University Belfast descobriram um processo chave que contribui para a perda de visão e cegueira em pessoas com diabetes. Os resultados podem levar a novos tratamentos que podem ser utilizados antes de ocorrer qualquer perda irreversível da visão.

Ler mais 27 Setembro 2022
AtualidadeOftalmologia

Médicos oftalmologistas querem sensibilizar para as doenças da retina

A Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) e o Grupo de Estudos da Retina (GER), com o apoio da Roche, lançaram, a partir de ontem, dia 21 de setembro, e a propósito do Dia Mundial da Retina, um filme de sensibilização nacional para a promoção da saúde ocular e prevenção de casos de cegueira, onde Ana Zanatti é a protagonista. 'Dê um final diferente ao filme da sua vida' é o nome do filme.

Ler mais 22 Setembro 2022
AtualidadeOftalmologia