Ativar o córtex visual: mudar a estimulação, mas não o alvo

Imagem da notícia: Ativar o córtex visual: mudar a estimulação, mas não o alvo

Revolução sonogenética pode restaurar a visão graças ao som

Juntamente com Mickaël Tanter, decidiram coorientar uma estudante de doutoramento italiana, Sara Cadoni, para encontrarem uma forma de tornar os neurónios do córtex sensíveis aos ultrassons. Foi assim que nasceu o projeto SoundVision.

A primeira tarefa da jovem física foi descobrir quais as proteínas que podiam ser expressas nos neurónios que os tornavam sensíveis aos ultrassons e, mais especificamente, à pressão que podiam aplicar, conhecida como pressão acústica. Inicialmente, utilizou a retina de ratos como plataforma para o seu rastreio, uma vez que é fácil visualizar a inserção de proteínas modificadas para transportar um marcador fluorescente no fundo do olho.

Contudo, os resultados preliminares eram todos negativos, nenhuma das proteínas parecia funcionar, e os ânimos estavam em baixo, até ao lançamento, em março de 2018, de uma publicação científica do Instituto Italiano de Tecnologia com sede em Génova.

Mais na revista OftalPro 63.

20 Fevereiro 2024
Estudos e Investigação

`

Notícias relacionadas

Os desafios dos CEO’s para 2024

A consultora americana McKinsey & Company consolidou as opiniões que surgiram das conversas com centenas de CEO’s e agregaram um conjunto de dados sobre como as empresas podem fazer melhor para a sociedade, as comunidades e os funcionários.

Ler mais 1 Março 2024
Estudos e Investigação