Fumar prejudica o cérebro masculino

Imagem da notícia: Fumar prejudica o cérebro masculino

Os homens que fumam regularmente têm um maior risco de apresentar um declínio mais rápido da função cognitiva, revela um estudo publicado na revista Archives of General Psychiatry.

Os investigadores, liderados por Séverine Sabia, analisaram seis critérios para determinar o grau de consumo de tabaco dos participantes, ao longo de um período de 25 anos, e realizaram três avaliações das suas capacidades cognitivas, ao longo de mais de 10 anos.

O estudo constatou que os homens fumadores apresentavam um declínio mais rápido da função cognitiva. Os fumadores que deixaram de fumar, durante os 10 anos que antecederam a primeira avaliação das suas capacidades cognitivas, continuavam a apresentar um risco de sofrer de um declínio cognitivo, particularmente na função executiva. Esta função refere-se a processos cognitivos como a memória, atenção, resolução de problemas, raciocínio verbal, flexibilidade mental, capacidade de desempenhar múltiplas tarefas, inibição e monitorização das ações.

13 Fevereiro 2012
Atualidade

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Telemedicina continua a “criar ondas” na oftalmologia

A pandemia de Covid-19 está a transformar a forma como a medicina é praticada em todo o mundo. Novas alternativas para o modus operandi da prestação de cuidados de saúde tradicionais têm sido escolhidas durante estes tempos incertos.

Ler mais 22 Setembro 2020
AtualidadeOftalmologia

Covid-19: oftalmologistas precisam de vigiar manifestações oculares

No final de março, foi publicado na JAMA Ophthalmology o primeiro relatório sobre 12 casos de conjuntivite em 38 pacientes hospitalizados com Covid-19 na província de Hubei, na China. Essas descobertas foram cruciais para espalhar o alarme sobre uma possível infeção por SARS-CoV-2 através do olho e a necessidade de proteger os profissionais de saúde visual.

Ler mais 16 Setembro 2020
AtualidadeOftalmologia