Fumar prejudica o cérebro masculino

Imagem da notícia: Fumar prejudica o cérebro masculino

Os homens que fumam regularmente têm um maior risco de apresentar um declínio mais rápido da função cognitiva, revela um estudo publicado na revista Archives of General Psychiatry.

Os investigadores, liderados por Séverine Sabia, analisaram seis critérios para determinar o grau de consumo de tabaco dos participantes, ao longo de um período de 25 anos, e realizaram três avaliações das suas capacidades cognitivas, ao longo de mais de 10 anos.

O estudo constatou que os homens fumadores apresentavam um declínio mais rápido da função cognitiva. Os fumadores que deixaram de fumar, durante os 10 anos que antecederam a primeira avaliação das suas capacidades cognitivas, continuavam a apresentar um risco de sofrer de um declínio cognitivo, particularmente na função executiva. Esta função refere-se a processos cognitivos como a memória, atenção, resolução de problemas, raciocínio verbal, flexibilidade mental, capacidade de desempenhar múltiplas tarefas, inibição e monitorização das ações.

13 Fevereiro 2012
Atualidade

PUBLICIDADE
MIDO 2022
`

Notícias relacionadas

OM cria Censo Oftalmologia

O “Estudo Demográfico da População de Oftalmologistas Portugueses” do Colégio de Oftalmologia da Ordem dos Médicos, tem como objetivo “conhecer a realidade dos recursos humanos nacionais” nesta área da medicina. O documento vai ser divulgado no próximo congresso de Oftalmologia, entre 9 e 11 de dezembro, de 2021.

Ler mais 3 Dezembro 2021
AtualidadeEventos e FormaçãoOftalmologia