Análise da retina pode ser fundamental para apurar risco de AVC

Imagem da notícia: Análise da retina pode ser fundamental para apurar risco de AVC

Através de um estudo a 2907 indivíduos com hipertensão e que nunca tinham sofrido um AVC, os investigadores foram fotografando os olhos das pessoas durante 13 anos para atribuir os níveis ausentes, leves, moderados ou severos aos danos dos vasos sanguíneos na retina segundo a doença retinopatia hipertensiva.

Durante este tempo, 146 pessoas sofreram um AVC e 15 hemorragia cerebral, o que levou os investigadores a ter em conta os fatores idade, sexo, glucose no sangue, colesterol, massa corporal, pressão arterial e hábitos tabagísticos.

Os investigadores concluíram que quem sofria de retinopatia hipertensiva moderada tinha um risco de 35 por cento de contração de AVC.

Já quem sofria de retinopatia moderada a severa tinha um risco de 137 por cento mais elevado.

Mesmo com medicação para controlar a hipertensão, os investigadores concluíram que quem sofria desta doença tinha 96 por cento de hipóteses de formação de coágulos.

A patente severa apresentou resultados na ordem dos 198 por cento.

26 Agosto 2013
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
`

Notícias relacionadas