Células estaminais no olho podem ajudar a conceber tratamentos mais eficazes

Imagem da notícia: Células estaminais no olho podem ajudar a conceber tratamentos mais eficazes

Cientistas ingleses descobriram que no limbo corneal encontram-se células estaminais, úteis para desenvolver tratamentos visuais.

Os investigadores da Universidade de Southampton estimam que é possível extrair estas células e desenvolvê-las em laboratório, de forma a dotá-las das características necessárias para se tornarem células fotorrecetoras. Assim, é possível conceber um novo tratamento para a cegueira, nomeadamente para a degeneração macular relacionada com a idade.

Segundo explicou à comunicação social Andrew Lotería, principal autor da investigação já publicada na plataforma PLOS One, “estas células são de fácil acesso e têm uma plasticidade surpreendente, o que as torna um recurso muito apetecível para futuras investigações”.

Com as células estaminais é possível ultrapassar o risco de o organismo do paciente rejeitar o tratamento, no entanto a equipa reconhece que ainda é necessário mais tempo de investigação.

8 Outubro 2014
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Pedro Menéres apresenta candidatura à SPO

Com a experiência de dois mandatos na direção da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) (biénio 2015/2016 e 2021/2022), e exercício anterior como membro do Board de duas sociedades internacionais (ESA e ESCRS), Pedro Menéres apresenta agora a sua candidatura à presidência da SPO para o biénio que se inicia em janeiro de 2025.

Ler mais 16 Julho 2024
Atualidade

AbbVie apoia SEMEAR e doa 100 cabazes à Academia Johnson

A AbbVie realizou, em junho, mais um "Week of Possibilities", o seu programa global de responsabilidade social que consiste em contribuir para as comunidades locais através do voluntariado. Nesta edição, a biofarmacêutica colaborou com o projeto SEMEAR para a doação de 100 cabazes à Academia Johnson.

Ler mais 15 Julho 2024
Atualidade