Hospital CUF Tejo desenhado para as “Doenças do Futuro”

Imagem da notícia: Hospital CUF Tejo desenhado para as “Doenças do Futuro”

O Hospital CUF Tejo, em Alcântara, projeto da autoria do arquiteto Frederico Valssassina, representa um investimento de mais de 100 milhões de euros, terá 75 mil metros quadrados de área, e foi desenhado de raiz para combater e tratar as “Doenças do Futuro”. Este será um hospital polivalente de elevada diferenciação, com foco em áreas incontornáveis na medicina do futuro: oftalmologia, oncologia, neurociências, cardiovascular, pulmão e ORL. O Hospital CUF Tejo vai responder às situações clínicas mais complexas e mais emergentes, fruto da aposta em infraestruturas, meios técnicos e humanos.

Salvador de Mello afirmou que “apresentamos o projeto de um grande hospital para a cidade de Lisboa, que será seguramente um hospital de referência em todo o país. Fazemo-lo porque acreditamos no potencial de Portugal e na nossa capacidade de oferecer cuidados de saúde de excelência e adequados às necessidades do futuro. Este projeto só é possível graças à experiência acumulada de 70 anos na saúde em Portugal. É um projeto diferenciador, assente numa base sólida de conhecimento e de experiência que só a CUF dispõe. Será um hospital desenhado para as “Doenças do Futuro”, totalmente centrado nas pessoas e focado no desenvolvimento e na qualificação dos seus profissionais. O CUF Tejo – a par de outros projetos em desenvolvimento pela José de Mello Saúde – ira marcar um novo standard na saúde em Portugal”.

9 Dezembro 2015
Atualidade

PUBLICIDADE
|MIDO 2021
`

Notícias relacionadas