“Excelência” para o futuro da investigação nacional

Imagem da notícia: “Excelência” para o futuro da investigação nacional

Leonor Parreira, secretária de Estado da Ciência, anunciou que o recrutamento de investigadores doutorados será aberto a investigadores nacionais e estrangeiros.

“O recrutamento de investigadores de alto nível vai ser feito por competição nacional. A competição será aberta. E, seguindo as recomendações da União Europeia e do European Research Council, o foco será o indivíduo” disse, adiantando que os candidatos concorrerem a um contrato de trabalho por cinco anos, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), para além de poderem escolher a instituição onde pretendem trabalhar. 

“Criar condições para que os melhores não saiam, porque é neles que reside a solução da própria situação económica do país, e atrair gente de grande qualidade” são os grandes objetivos deste Ministério e da recém-empossada direção da FCT.

Neste sentido, Leonor Parreira sustentou que é necessário trilhar um caminho “estrita e exclusivamente dirigido para a excelência. Tem de se investir nos melhores”, reforça, defendendo que o acesso aos fundos existentes será “mais exigente”, manifestando-se sobre o concurso nacional aberto recentemente pela FCT.

22 Março 2012
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Marcelo Rebelo de Sousa nas comemorações da BIAL

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou esta terça-feira (25) o colaborador mais antigo da maior farmacêutica portuguesa. A distinção foi entregue no âmbito das comemorações dos 100 anos do laboratório, no dia em que se realiza a conferência BIAL 100 Years – Shaping the future, na Fundação Serralves (Porto).

Ler mais 25 Junho 2024
Atualidade

Consumo de drogas poderá causar deficiência visual

Gerardo Gleason, especialista mexicano em tecnologia para cirurgias oftalmológicas, alertou que “o consumo de substâncias psicoativas, naturais ou sintéticas, que atuam no sistema nervoso gerando alterações nas funções que regulam pensamentos, emoções e comportamento, aumentam as hipóteses de deficiência visual ou cegueira”, revela a Lusa.

Ler mais 21 Junho 2024
Atualidade