Unidades de dor aguda para todos os hospitais públicos

Imagem da notícia: Unidades de dor aguda para todos os hospitais públicos

Os hospitais do sistema de saúde português vão passar a ter unidades funcionais de dor aguda.

O objetivo é promover a prestação de cuidados individualizados, no âmbito da dor aguda pós-operatória, trauma, patologias médicas e procedimentos não cirúrgicos diagnósticos aos doentes.

Uma medida que surge na sequência de uma norma da Direção-Geral de Saúde e que deixou satisfeito o presidente da Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED): “acreditamos que esta medida irá melhorar a qualidade do controlo da dor e melhorará a acessibilidade dos doentes ao tratamento”, explicou Duarte Correia em comunicado.

Todos os hospitais públicos terão de ter uma destas unidades e estas, por sua vez, irão integrar, pelo menos, três profissionais de saúde dos quais dois serão, obrigatoriamente, médicos, e um anestesiologista.

18 Dezembro 2012
Atualidade

`

Notícias relacionadas

Marca José de Mello Saúde dá lugar à marca CUF

A festejar 75 anos de vida, a José de Mello Saúde inicia um novo capítulo na sua história. A partir de agora, a empresa passa a designar-se CUF, tornando-se assim numa marca única para a atividade de prestação de cuidados de saúde.

Ler mais 13 Julho 2020
Atualidade