Metade da população portuguesa vê mal

Imagem da notícia: Metade da população portuguesa vê mal

Segundo o Programa Nacional para a Saúde da Visão, da Direção-Geral da Saúde, estima-se que em Portugal cerca de metade da população sofra de alterações da visão, desde a diminuição da acuidade visual até à cegueira, cerca de 20% das crianças e metade da população adulta sofra de erros refrativos significativos e cerca de metade das pessoas com cegueira se encontre em idade produtiva.

Neste sentido, o Ministério da Saúde, através de um despacho publicado em Diário da República, constituiu uma comissão, presidida por António Augusto Magalhães, oftalmologista do Centro Hospitalar São João, para elaborar uma Estratégia Nacional para a Saúde da Visão. A comissão tem 60 dias, a partir da data da publicação do despacho, 19 de fevereiro de 2018, para apresentar uma proposta de Estratégia Nacional para a Saúde da Visão à Direção-Geral da Saúde.

Saiba mais aqui.

8 Março 2018
Oftalmologia

PUBLICIDADE
Mido 2019
`

Notícias relacionadas

Falcão Reis: “Defender e valorizar a SPO e a profissão”

Fernando Falcão Reis, professor catedrático da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e diretor do Serviço de Oftalmologia do Centro Hospitalar de São João, foi eleito para presidir à direção da Sociedade Portuguesa de Oftalmologia (SPO) para o biénio de 2019-2020.

Ler mais 21 Janeiro 2019
Oftalmologia

“Queremos ser parceiros dos oftalmologistas”

Com a fusão entre os grupos Palex e Taper em agosto de 2017, a Lusopalex, empresa do Grupo Palex em Portugal, assumiu uma estratégia consolidada no mercado nacional, com a incorporação de novas áreas, nomeadamente a oftalmologia. Para o diretor-geral da empresa, José Marcelino Marques, o objetivo agora é assegurar a sustentabilidade da operação.

Ler mais 18 Janeiro 2019
EntrevistasOftalmologia