Afinal os míopes são os que mais estudam

Imagem da notícia: Afinal os míopes são os que mais estudam

Segundo um estudo realizado na Grã-Bretanha e publicado na revista científica British Medical Journal, mais anos a estudar contribuem para o aumento da miopia.

Os investigadores analisaram quase 68 mil pessoas, estudando o seu ADN para perceber a predisposição genética para a miopia.

As conclusões mostram que frequentar o ensino superior, num total de 17 anos a estudar, pode contribuir para um grau de miopia adicional, comparando com quem parou de estudar com 16 anos de idade e com cerca de 12 anos de educação.

Os investigadores assumem que um grau de miopia é relativamente pouco, mas é suficiente para uma pessoa precisar de óculos para conduzir, por exemplo.

“Este estudo mostra que a exposição a mais anos na educação contribui para o aumento da prevalência de miopia. Um aumento no tempo dedicado à educação pode, inadvertidamente, aumentar a prevalência de miopia e a potencial deficiência visual futura“, indicam as conclusões divulgadas no British Medical Journal.

“O crescimento do olho axial ocorre predominantemente durante os anos escolares e, uma vez que os níveis de miopia tendem a estabilizar na idade adulta, qualquer intervenção para interromper ou prevenir a miopia precisa de ser aplicada na infância”.

12 Junho 2018
AtualidadeOftalmologia

PUBLICIDADE
MIDO 2021
`

Notícias relacionadas

Oftalmologista alerta para o risco de acidente com álcool-gel

A médica oftalmologista Cláudia Bacalhau afirma que tem assistido neste período pandémico a um aumento de casos de acidentes com o uso de álcool-gel e desinfetantes de mãos de base alcoólica, por contacto acidental com os olhos, principalmente em crianças.

Ler mais 23 Setembro 2020
Oftalmologia

Telemedicina continua a “criar ondas” na oftalmologia

A pandemia de Covid-19 está a transformar a forma como a medicina é praticada em todo o mundo. Novas alternativas para o modus operandi da prestação de cuidados de saúde tradicionais têm sido escolhidas durante estes tempos incertos.

Ler mais 22 Setembro 2020
AtualidadeOftalmologia